Carrinho
Ana Rita ClaraMundo & Quem Faz

Um teste à humanidade

255views

Vivemos dias estranhos. Se por um lado, vive um sentimento de medo e incerteza, por outro há uma certeza de que nunca esperámos viver algo como isto.

Num País pacífico como Portugal, que se enche de orgulho de todos bem receber e respeitar, que passou por uma revolução militar e social, que nem um pingo de sangue derramou em 1974, eis que se depara com uma nova luta. Sobretudo, uma luta inglória, sem grande justiça, num inimigo sem leis, um vírus que se contagia com uma rapidez fulminante, que controla o Mundo, sem pedir licença, infectando e levando vidas.

Nunca antes, como hoje, demos tanto valor à Vida. Não sabemos quanto tempo estaremos isolados uns dos outros e nunca tanto, como nos dias que vivemos, nos apercebemos do quanto precisamos uns dos outros, do quanto dependemos uns dos outros e de como o medo nos pode assolar de um segundo para o outro.

Passa-me muitas vezes pelas cabeça o que estava a fazer na semana passada, ou quando ainda não suspeitávamos da dimensão da pandemia. Quando dei por mim, tudo se tinha transformado.

Acredito que nada é por acaso e que a mãe natureza nos está a enviar uma mensagem muito poderosa: parem e reflitam. Mais, ela está a dar-nos tempo para mudarmos e nos adaptarmos e isso não há nada que compre.

Muita força e coragem, #Fiquememcasa.

ARC

Leave a Response

Translate »