Carrinho
Colunistas

Obstipação na gravidez! Uma problemática que afeta muitas mulheres!

169views

Considera-se qua estamos num quadro de obstipação ou prisão de vente quando há dificuldade na regular evacuação ou quando há uma incapacidade total em evacuar. Geralmente este quadro faz-se acompanhar de dores, desconforto intestinal e sensação de inchaço, afetando a qualidade de vida.

A obstipação pode afetar pessoas de todas as idades e com diferentes graus de intensidade, sendo que é uma situação fisiológica muito frequente na gravidez.

Estima-se que cerca de 40% das grávidas sofrem de obstipação em algum momento da gravidez.  Isto pode acontecer devido às alterações hormonais, devido a uma maior compressão do intestino ou pode ocorrer como mecanismo do corpo para retardar o tempo do alimento no intestino para haver uma maior capacidade de absorção dos nutrientes. 

Quando isto acontece na gravidez deve evitar-se tomar laxantes com frequência e tentar soluções mais naturais!

A mudança de estilo de vida e da alimentação deve ser sempre a primeira opção!

O que fazer então em caso de prisão de ventre ou obstipação?

1. Beber muita água ao longo do dia! 

Deve beber no mínimo 2-2,5 l de água ao longo do dia. A gravidez por si só já é uma altura em que as necessidades em líquidos aumenta e em caso de obstipação este cuidado deve ser ainda mais reforçado! 

Bebidas quentes como infusões de ervas também ajudam muito e facilitam a motilidade intestinal. 

Os chás (com teína) não estão indicados na gravidez, pelo menos como bebida frequente, mas uma infusão de ervas, como camomila, cidreira, tília, limão, vai ajudar não só na motilidade intestinal, como também, muitas vezes é uma forma de aumentarmos a ingestão de líquidos! 

2. Praticar exercício físico!  

Fazer exercício físico e fazer caminhadas ajuda a aumentar o peristaltismo intestinal (movimentos do intestino), ajudando a combater a obstipação.

Quanto mais sedentários tivermos, mais sedentário e parado fica o nosso organismo. Por isso, mesmo na gravidez procure manter-se ativa! Claro que dentro daquilo que o seu corpo está habituado e se não houver nenhuma contra-indicação clínica! 

Uma “simples” caminhada é um excelente auxiliar do nosso intestino e pode fazer toda a diferença no seu bem-estar!

3. Apostar numa alimentação rica em fibras também é fundamental! 

Faça por incluir alimentos ricos em fibra diariamente na sua alimentação, principalmente fibra solúvel (proveniente dos legumes, frutas e leguminosas). 

Alimentos ricos em fibra são: Cereais integrais como aveia, pão integral, sementes de linhaça ou chia, fruta (ameixa, pêssego, papaia, laranja, kiwi, manga…), vegetais (principalmente de folha verde como espinafres, grelos, couves) e leguminosas (grão, feijão, ervilhas, fava…). 

Importante! Excesso de fibras (principalmente insolúveis – como o caso dos cereais integrais, frutos secos, sementes) quando não é ingerida água suficiente, pode agravar o quadro de obstipação. Ou seja, contribuem para o aumento do volume das fezes, mas depois devido à falta de água, têm dificuldade em ser expelidas. 

Daí a importância de beber água em casos de obstipação! 

Experimente! 

Dicas alimentares no combate à obstipação:

  • comece o dia com um copo de água morna e um kiwi em jejum 
  • para o pequeno-almoço prepare uma taça de papaia, iogurte natural e 2 colheres de sobremesa de linhaça moída 
  • deixe 2 ameixas secas de molho num copo de água durante a noite e de manhã ao acordar beba a água das ameixas e coma as ameixas! 
  • Inclua no seu lanche ou pequeno-almoço uma taça com iogurte magro ou leite magro/bebida vegetal com weetabix 
  • Experimente umas papas de aveia com kiwi 
  • Fundamental! Comece sempre o seu almoço e jantar com uma sopa de legumes 
  • Inclua na sua alimentação semanalmente acompanhamentos como esparregado de espinafres ou de grelos 

Se ainda assim não melhorar o quadro de prisão de ventre e os sintomas causarem desconforto pode ser necessário recorrer a suplementos que ajudem a regular o intestino. Fale com o seu médico para avaliar o seu caso em particular!

Na gravidez os mais indicados são leite de magnésia, cubos ou gomas de frutos e fibras, gomas Laxeov ou Laveolac.

Texto de Mariana Abecasis Nutricionista

Especialista em Nutrição clínica geral e acompanhamento na gravidez e pós-parto

Mariana Abecasis
Licenciada em Ciências da Nutrição pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz e Mestrada em Nutrição pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, onde desenvolveu a sua tese na área da nutrição na gravidez e pós-parto. Sendo uma das suas principais áreas de atuação na sua prática clínica.

Leave a Response

Translate »